Cresce a intenção de compra de imóveis novos no pós-pandemia

Com o avanço da vacinação pelo país, o desejo de mudança entre os compradores de imóveis também está crescendo. De acordo com a segunda edição da pesquisa “Morar após o Covid”, realizada pela Tegra Incorporadora com 177 clientes em São Paulo, Campinas e Rio de Janeiro no terceiro trimestre, 79% dos participantes manifestaram a vontade de mudar para outro imóvel após os meses de isolamento social.  

Trinta e quatro por cento desses clientes apontaram as varandas como o principal motivador para a compra de uma residência no pós-pandemia. Outros 33% disseram preferir unidades mais novas, 32% relataram o desejo de ter mais espaço interno nos apartamentos e 19% afirmaram considerar moradias com mais ambientes e cômodos. “Apartamentos amplos, com varandas generosas ligadas aos ambientes sociais, espaço de home office e imóveis com plantas que permitem a organização de vários layouts, são os mais valorizados”, diz Andrea Bellinazzi, diretora de dados e inteligência de mercado da Tegra. 

A pesquisa, que teve a primeira edição realizada em meados de 2020, identificou uma melhora na percepção dos entrevistados sobre o cenário geral, possivelmente impulsionada pelo avanço da vacinação no Brasil. Sete em cada dez pessoas ouvidas disseram estar otimistas com as perspectivas para o segundo semestre. Além disso, 49% dos clientes mostram-se esperançosos quando questionados sobre o sentimento pessoal, e 33% relataram cansaço após os meses de isolamento social. No ano passado, 45% das pessoas consultadas relataram estar preocupadas – o maior percentual verificado na ocasião. 

De acordo com Andrea, a alteração de humor e as necessidades surgidas no período de restrições sociais – especialmente relacionadas ao home office – alimentam o desejo de mudança no pós-pandemia. Sessenta e dois por cento dos entrevistados disseram ter feito modificações em seus imóveis durante o isolamento social, com destaque para a criação de escritórios dentro de casa, e 75% afirmaram ainda estar envolvidos com o trabalho remoto ou híbrido. “Essa aproximação entre a vida doméstica e profissional fez com que os espaços internos fossem repensados. Hoje, a varanda serve como um espaço de respiro, descompressão ou até um escritório. Além disso, áreas internas próximas da entrada das unidades agora abrigam pontos de higienização, e os condomínios adaptaram-se ao aumento das entregas delivery preparando ambientes específicos. Os novos imóveis são planejados a partir dessas diretrizes e oferecem melhor infraestrutura, por isso são considerados com prioridade”, explica.  

Hábitos e adaptações 

Viajar, frequentar a casa de amigos e parentes, jantar em restaurantes e ir à academia foram atividades pessoais lembradas como prejudicadas pela pandemia. Por outro lado, assistir a filmes e séries na TV, utilizar aplicativos de delivery, fazer compras online, assistir a cursos à distância e cozinhar foram práticas impulsionadas nos últimos meses. Na avaliação da diretora da Tegra, esses hábitos seguem como parte da rotina dos moradores, que demandam mais espaço dentro de casa e integração externa. A sala de estar foi citada como o ambiente mais valorizado pelos entrevistados da pesquisa, reunindo 46% das respostas, seguida pela a área de varanda, com 40%, pelos os dormitórios, com 37%, e pela cozinha, com 23%. Além disso, as áreas condominiais com valorização de espaços abertos e verdes tornaram-se mandatórias, assim como os espaços delivery e os coworkings. 

Em Niterói, o futuro lançamento Flua é um dos projetos já adaptados às novas necessidades, segundo Andrea. A varanda é um elemento central nos apartamentos tipo e nas unidades de cobertura, integrando os ambientes sociais e privativos ao exterior, que tem como atrativos a Baía de Guanabara e a Ponte Rio-Niterói. O residencial destaca-se também pela grande integração dos itens nas áreas comuns, que contam com dois lounges abertos – um coberto, outro descoberto – e mobiliários soltos que podem ser adaptados de acordo com as necessidades de cada usuário. Além disso, paredes verdes, plantas pendentes e espelhos d’água abraçam os espaços no pavimento dedicado ao lazer, valorizando o bem-estar na piscina, nos ambientes de estar e nos acessos aos salões de festas.[GC1]  

Fale conosco
 loja@pini.com.br(11) 4858-5012

Fundada em 1948, a PINI é uma empresa de informação especializada no atendimento às necessidades dos profissionais e empresas da indústria da construção civil. Atua nas áreas de Mídia, Sistemas, Educação, Informação Estratégica e Consultoria.

Copyright © 2021 PiniWeb. Todos os direitos reservados.